Qual a diferença entre um produto biodegradável, compostável ou reciclável?

Aproximadamente 10% de todo o plástico alguma vez produzido foi, entretanto, reciclado”, de acordo com a UNEP - Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e pela EPA - United States Environmental Programme Agency. À medida que a humanidade se vai inteirando das alterações climáticas e da importância da mudança de comportamento para minimizar o nosso impacto no planeta, a bem dos seus recursos, fauna e flora, as marcas tentam, constantemente, fornecer soluções milagrosas. Algumas destas soluções apenas criaram mais resíduos. Assim que as marcas se aperceberam que os consumidores começaram a ter uma certa consciência ambiental, começaram a fornecer produtos feitos em plástico reciclado. Não passou de uma primeira fase de greenwashing, pois embora o plástico seja reciclável, tem um gasto avultado de recursos (limpeza, processo mais moroso e energia, maioritariamente) implica instalações próprias para a reciclagem e está limitado nas características (cores, por exemplo - limitando a atratividade na compra). Tudo isto, eleva custos e, consequentemente, com ainda pouco incentivos estatais, é menos rentável - o que não incentiva à sua produção.

De seguida, as marcas incentivaram os produtos biodegradáveis e compostáveis. Estes conceitos, embora diminuam a quantidade de resíduos produzidos e sendo muitas vezes conceitos utilizados em conjunto, descrevem processos diferentes. Um material reciclável pode ser biodegradável, um material biodegradável pode ser compostável e todos os materiais compostáveis são biodegradáveis… confuso? Isso é porque ainda não conseguimos distinguir três conceitos que fazem parte da mesma realidade: biodegradável, compostável e reciclável! Continua a ler para ficares a conhecer estes termos, particularmente se pretendes ter um estilo de vida mais sustentável (ou com menor pegada ecológica) e preferes consumir produtos amigos do ambiente.

Produtos recicláveis

Recyclable Products
Comecemos pelo mais comum nas nossas vidas: Um produto reciclável pode ser transformado num novo produto ou material reutilizado em vez de ser deitado para o lixo. Esta conversão de desperdício em material renovado, é levada a cabo em processos industriais que, regra geral, transformam o produto reciclável num produto semelhante, mas com características diferentes, como é o caso do papel. Para se ter uma ideia, Em 2020, 74% do papel na Europa - 56 milhões de toneladas! - foi recolhido e reciclado, segundo o European Paper Recycling Council. Porém, quando se trata de reciclar plástico a questão é mais complicada até porque nem todas as embalagens de plástico são passíveis de reciclagem, e é por isso que deves evitar o consumo deste material tão prejudicial ao meio ambiente.

Queres um exemplo de produto reciclável? - As nossas vela aromáticas e ecológicas! Para já, os frascos já são reciclados e, sendo produzidos em vidro reciclável, são também eles recicláveis. Usamo-los para velas ecológicas e feitas de óleo vegetal sustentável resultante da recolha certificada e transformação de resíduos de óleos e azeites alimentares, fomentando uma economia circular doméstica e reduzindo a pegada de carbono.

Qual a diferença entre um produto biodegradável e um produto compostável? 

Produtos Biodegradáveis

Biodegradable Products
Um produto biodegradável é feito de materiais e/ou substâncias que podem ser degradadas naturalmente por micro-organismos (tais como bactérias ou fungos), se lhe for dado o devido tempo. Será um processo rápido, se forem restos alimentares que demoram apenas algumas semanas a decompor-se, ou mais demorado, se forem plásticos, podendo aqui demorar décadas ou séculos. Para ser considerado um produto biodegradável, é necessário que se transforme em matéria orgânica. Podemos, então, concluir que praticamente todos os materiais são biodegradáveis. Portanto, quando usamos o conceito “biodegradável” como referência à sustentabilidade do planeta, devemos tentar saber quanto tempo o produto leva a ser naturalmente decomposto. Assim, a declaração de biodegradabilidade deve ser precisa quanto ao período que demora a degradar-se e devem ser claras as condições em que se aplicam as propriedades. As marcas tendem a usar este termo para influenciar a decisão dos consumidores, escondendo estes detalhes. Agora já sabes que um produto que tenha escrito na embalagem “produzido com plástico biodegradável” não é necessariamente bom.

Um exemplo de produto biodegradável? - A nossa escova de dentes em bamboo. Feita em bamboo, material biodegradável, dependendo do solo (húmido e quente), exposição solar entre outras variáveis pode degradar-se entre 4-6 meses. Não é fantástico? Saber que as escovas de dentes que usamos já não existem passados uns meses (enquanto escovas), ao contrário de todas as escovas de dentes de plástico que já usámos.

Produtos Compostáveis
Recyclable Products

Um produto compostável (cascas de fruta ou de ovos, folhagens, papel não plastificado, por exemplo), composto por matéria orgânica, é um produto cujo processo de decomposição tem como objetivo a reutilização, ou seja, concluído o processo de compostagem, os seus resíduos podem ser utilizados como adubo ou fertilizante. E aqui está um bom lembrete: Compostável implica decomposição para reutilização. Portanto, um produto compostável é igualmente biodegradável (o contrário já não é bem assim).
Como o processo de compostagem consiste na transformação de matéria orgânica em fertilizante para a terra, a compostagem pode ser feita em casa para os consumidores que gostam de otimizar ou minimizar a sua pegada, dando uma nova vida aos resíduos orgânicos, convertendo-os em adubo para vasos ou pequenas hortas e jardins. No entanto, sensibilizamos que os produtos compostáveis requerem um equilíbrio de fatores para se decomporem adequadamente, tais como humidade, características do ar e solo, com mistura de outros componentes ricas em nitrogénio e/ou carbono para alimentar os micro-organismos que adoram devorá-los os resíduos. Mas o processo é muito mais rápido nas condições certas, pode ser desfeito em poucos meses.

Um exemplo de produto compostável? - As nossas embalagens de papel! Por defeito, já são recicláveis. Mas podem ser compostáveis se existirem condições específicas (local com fungos e bactérias, exposição solar, ar, humidade e temperatura certas) e porque depois podem ser utilizadas como fertilizante.

Enquanto indivíduos, queremos sempre uma solução única para os problemas da vida. É importante lembrar que qualquer produto ou tendência que afirme resolver um problema complexo numa única ação provavelmente é greenwashing. Bens biodegradáveis e compostáveis podem não ser a nossa salvação, mas isso não significa que devemos perder a esperança. Quando os produtos biodegradáveis ou compostáveis parecem ser a única opção, recomendamos que se leia os rótulos com atenção. Em última análise, devemos tentar reduzir o nosso consumo de produtos com plásticos (produtos para o cabelo, por exemplo), reutilizando e minimizando a necessidade de reciclar completamente.

Produtos biodegradáveis, compostáveis e recicláveis: agora que sabes distinguir os conceitos, os teus hábitos e escolhas de consumo podem fazer a diferença.

Pelo interesse demonstrado sobre este tema, que consideramos relevante, gostaríamos de te agradecer com um pequeno presente para usar na primeira encomenda - Adiciona o código YG-BLOG15 no fase final do Checkout. Vem conhecer mais produtos orgânicos no nosso website.

Nós agradecemos por ajudares a nossa missão e por contribuíres para um estilo de vida mais sustentável. 

Escreve um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados